Política, Sociedade, Educação, Búzios, meio ambiente, Região dos Lagos

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://ipbuzios.blogs.sapo.pt

Espaço de discussão dos acontecimentos políticos de Armação dos Búzios



Domingo, 26.06.11

Dize-me com quem andas, Sergio Cabral

domingo, 26 de junho de 2011 | 10:21

Dois comentaristas – Eliel Salles e Eduardo Vianna – enviam à Tribuna asdenúncias do ex-governador Anthony Garotinho sobre o governo Cabral, que seguemabaixo.
“Vamos começar pelos personagens quecercam Sérgio Cabral, os “generais” que comandam a pilhagem dos recursospúblicos, que estão saqueando a população do Rio de Janeiro, através de farsas,negociatas, maracutaias e tramas nos bastidores. É a turma dos negóciospromíscuos de Cabral. Vocês vão ver que por muito menos Collor e José RobertoArruda (Distrito Federal) sofreram o impeachment. Preparem-se!
OS NEGÓCIOS EM FAMÍLIA

Adriana Ancelmo Cabral – a esposa de Cabral
O escritório de advogacia, do qual é sócia majoritária, tem como clientes,empresas concessionárias de serviços públicos estaduais e outras que têmcontratos de prestação de serviços com o Estado. O Metrô e a Supervia, apesardos caóticos serviços prestados, conseguiram por intermédio de Adriana, que omarido, Cabral, renovasse por mais 30 anos os contratos de concessão. A esposade Cabral também advoga para o Grupo Facility, do “Rei Arthur”, que temcontratos de mais de R$ 1,5 bilhão com o governo Cabral. A mulher de Cabralrepresenta os interesses jurídicos de várias empresas que têm contratosmilionários com o Estado e dependem de decisões do governador.
Mauricinho Cabral – o irmão de Cabral
Esse é um personagem que se move nas sombras, mas toda a mídia conhece muitobem, e protege por interesse próprio. É publicitário e não tem nenhum cargo nogoverno. Mas é ele que controla a milionária verba de publicidade e se reúnecom o pessoal dos grandes veículos de comunicação. Usa a agência FSB paradistribuir as verbas e comprar a blindagem do irmão Cabral.
O VICE QUE VIROU ALMA GÊMEA NOS NEGÓCIOS
Luiz Fernando Pezão – o vice-governador
É o homem que cuida das Obras do Estado e negocia os contratos milionários eestá sujo dos pés grandes até a cabeça, passando pelas mãos ainda maiores, quelhe rendem o apelido de “Mão Grande”. Usa seu subsecretário, Hudson Braga parafazer a ponte com as empreiteiras, menos a Delta, que é linha direta Cabral –Fernando Cavendish. Está enrolado no TCU por conta do contrato da Delta, dasobras do Arco Rodoviário. Um escândalo de superfaturamento. É o responsávelpela reforma do Maracanã e vai ter que responder por que mandou pagar R$ 8milhões à Delta antecipadamente, antes mesmo de realizar algumas intervençõesprevistas no contrato. Está metido numa negociata da desapropriação de umimóvel em Barra do Piraí, que pertencia à família de sua mulher, foi superavaliado e em seguida desapropriado por um valor muito acima do mercado.
OS AMIGOS E BRAÇOS-DIREITOS NOS NEGÓCIOS
Régis Fichtner – o secretário da Casa Civil
É um dos braços-direitos de Cabral desde que ele era deputado na Alerj.Responsável pelas negociatas de imóveis desapropriados do banqueiro DanielDantas, denunciadas pela revista Carta Capital. O banqueiro ganhou milhõesgraças à generosidade da caneta de Cabral negociada com Régis Fichtner. Acertoue foi o autor da chamada Lei Luciano Huck, que legalizou centenas de imóveis deluxo construídos em área de preservação de Angra dos Reis, beneficiando oapresentador e muita gente graúda. É o interlocutor com a Justiça e oMinistério Público.
Wilson Carlos – o secretário de Governo
Amigo de Cabral desde os tempos de estudante, é o homem que cuida dos negócioscom os políticos. É o outro braço-direito. Cuida do toma lá dá cá de Cabral.Foi flagrado em uma investigação da Polícia Federal como possuidor de contas emparaísos fiscais na China, não declaradas.
OS SECRETÁRIOS BONS DE NEGÓCIOS
Sérgio Côrtes – o secretário de Saúde
Esse é o campeão de negócios sujos. Grupo Facility, TOESA e as ambulâncias,TCI, Barrier e os remédios. Mansão, cobertura, joalheria. Luxos milionários quenão têm como ser explicados.
José Mariano Beltrame – o secretário de Segurança
Responsável pelo contrato de aluguel dos carros da PM, a negociata com aJulio Simões cujo valor pago por viatura dá para comprar duas novas por ano.Acusado por seu ex-subsecretário de fazer escutas ilegais. Numa afronta àConstituição ganha mais que ministro do STF acumulando indevidamente salário daPolícia Federal. É o responsável pela política de acordos com as milícias.Tinha como assessores de confiança um falso tenente-coronel do Exército e omiliciano Chico Bala. Abafou as investigações da corrupção na Polícia Civildescobertas pela Operação Guilhotina e com medo da ameaça de revelações dodelegado Allan Turnowski, de acusador virou sua testemunha de defesa. Turnowskisabe as relações de Beltrame com as milícias, que estão por trás da farsa dasUPPs.
Wilson Risolia – o secretário de Educação
O economista do mercado imobiliário que desde o início do ano toca os negóciosmilionários de aluguel de aparelhos de ar condicionado e outros equipamentos;além das compras superfaturadas de computadores e outros.
Julio Lopes – o secretário de Transportes
O homem que negocia com as empresas de ônibus, além do Metrô, das Barcas e daSupervia. Está por trás de toda a proteção às empresas e manda os passageirosterem paciência.
OS EMPRESÁRIOS PARCEIROS DE NEGÓCIOS
Arthur Cezar de Menezes Soares Filho
É o “Rei Arthur”, do Grupo Facility. O poderoso “Rei Arthur” viveescondido em Miami, numa mansão milionária – dizem que tem medo de ser preso noBrasil – e chegou a abrir uma filial do Porcão na cidade americana, parasatisfazer seu gosto por churrasco. Tem no governo Cabral contratos deprestação de serviços que ultrapassam R$ 1,5 bilhão, muitos sem licitação. Temfuncionários terceirizados em praticamente todas as áreas do governo Cabral,além do Ministério Público e da Polícia Federal. Cabral viaja no seu jatinho ejá se hospedou mais de uma vez na sua mansão de Miami.
Fernando Cavendish – Empreiteira Delta
Esse é o segundo mais poderoso empresário do grupo de Cabral pelo valor doscontratos, R$ 1 bilhão, grande parte sem licitação. Mas é o primeiro no coraçãode Cabral que intermediou a entrada da Delta em mais contratos milionários daprefeitura do Rio, além de outras. Está em maus lençóis depois de tudo o queestá vindo à tona, por conta do acidente de helicóptero da Bahia. Segundo arevista Veja, bate no peito pra dizer que pode comprar políticos. De pequenoempreiteiro virou o campeão de obras no Rio, sob a benção do amigo Cabral,também seu vizinho do condomínio PortoBello, como o secretário de SérgioCôrtes.
OS ALIADOS POLÍTICOS E SÓCIOS NOS NEGÓCIOS
Natalino e Jerominho – Os irmãos milicianos cassados
Um ex-deputado, o outro ex-vereador. Chefes da milícia Liga da Justiçafizeram acordo político com Cabral, que andava com eles pra cima e pra baixo eaté cantou com eles num palanque na Zona Oeste. Depois foram traídos por Cabralque não confiava neles, e que usou a milícia rival de Chico Bala, por sugestãode Beltrame para destroná-los.
Eduardo Paes – O prefeito do Rio
Afilhado político de Sérgio Cabral. Retribuiu o apoio do padrinho fraqueando oscontratos da prefeitura aos amigos de Cabral, “Rei Arthur” (Facility) eFernando Cavendish (Delta). Os dois multiplicaram por muitas vezes seusnegócios com a prefeitura de Paes.
Jorge Picciani – O presidente do PMDB
Ex-presidente da Alerj, o homem que deu sustentação política a Cabralna, durante os quatro anos que a presidiu. Barrou qualquer tentativa deinvestigação. Nos bastidores tentou de todas as formas, destruir adversários deCabral, que podiam atrapalhar os negócios. Participa ativamente do governoCabral. A secretaria de Educação é dele, e está por trás dos contratos dacompra de computadores superfaturados e de aluguel de ar de condicionado. Aempresa Investiplan, que pertence a Paulo Trindade, sócio de Picciani emnegócios de gado, detém mais de 90% dos contratos de informática do governoCabral. A Investiplan também está envolvida no Mensalão do Arruda, no DistritoFederal.
Paulo Melo – O presidente da Alerj
O presidente da Alerj era até o ano passado o líder de Cabral e quemcomandava a tropa de choque que protegia o governador. De vendedor de cocadasvirou um dos maiores milionários da Região dos Lagos, onde os contratos dogoverno Cabral passam pela sua negociação. É o campeão da multiplicação dopatrimônio pessoal entre os presidentes de assembléias legislativas do país,segundo revelou recente reportagem. Dono de inúmeros imóveis adquiriurecentemente uma fazenda milionária em Rio Bonito e é dono de hotel, emAraruama. Segundo ele, ficou rico ganhando comissões como corretor de imóveisna Região dos Lagos.
Olha, e isso é apenas um breve resumodas participações de cada personagem. Esse é o time de Cabral que comanda o marde lama no nosso Estado. Convenhamos que só pelo que mostrei aqui, e pelaspessoas envolvidas, da família e os principais cargos-chave do governo, oescândalo do impeachment de Collor e do Mensalão do Arruda, no Distrito Federalnão chegam nem perto. Ou como definiu há algum tempo o jornalista CláudioHumberto, os dois primeiros casos parecem “Sessão da Tarde” perto do queacontece nas entranhas do governo Cabral.
Com toda a sinceridade, depois de tudoo que mostrei, e após tudo o que já veio à tona desde o acidente de helicópteroda Bahia, quem não se indignar, não se levantar contra o governo mais corruptoda história do Rio de Janeiro e o governador que está assaltando os cofrespúblicos, ou está levando alguma vantagem ou é completamente alienado.
Em tempo: Depois mostrarei o segundocapítulo, detalhando os escândalos citados aqui e os valores envolvidos.
Em tempo 2: Pedimos desculpas pelademora na postagem, mas deu muito trabalho para resumir e montar. Sãoincontáveis casos de corrupção e negociatas.”
Fonte: "Tribuna da Imprensa"

Observação: em Armação dos Búzios a Facility Central de Serviços Ltda detém o contrato 05/2010 com a prefeitura para "serviço de limpeza e conservação do hospital municipal" no valor de R$ 1.459.892,48. Será que é daí que vem a amizade do governador com o prefeito?

Comentários:


Flor disse...
Quanta sacanagem!! Quem explica a impunidade?!?
As duas reportagens sobre o governo e seus tentáculos é surpreendente!
Será que ainda vamos nos surpreeender por aqui também, ainda terá coisas que não sabemos e nem de longe supomos?
Estou estarrecida!
É mais que caso de polícia, parece com a França dos Luizes..Uma pequena cúpula de favorecidos e o povo passando fome. Sera que vão reativar a guilhotina?!?
Alan do Chaparral disse...
Luiz meu querido, muito bom o seu texto como sempre, gostaria da sua permissão para reproduzi-lo no meu Blog, claro que lhe dando os devidos créditos.

Abraços,

Alan do Chaparral
Paulo Roberto disse...
O denunciante invalida a notícia. Este crápula é o que há de pior na política brasileira. Confiabilidade zero. Aprendeu com o Cezar Maia, outro igual a ele, a produzir "factoides" periodicamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por ipbuzios às 18:37

Domingo, 26.06.11

Prefeito patronal

O governo municipal chefiado pelo senhor Delmires de Oliveira Braga, do PDT de Leonel Brizola, conduziu com mão de ferro a negociação salarial com o funcionalismo público. Fez de tudo para desqualificar a direção da ASFAB e dividir o funcionalismo usando- e como ele sabe fazer bem isso-  o secretário-sabe-tudo-faz-nada truculento e ingênuo. Brigou com unhas e dentes para não dar 1,36% a mais para os funcionários! Chegou a ter que investir contra o G5 para sair vitorioso, cooptando um de seus membros. Quanto custou essa negociação? Não tardará para sabermos. Em Búzios, tudo se sabe. A cidade é muito pequena.

Apesar de toda crise econômica de 2009 e da tão falada, nunca bem esclarecida, dívida deixada por Toninho Branco, o governo terminou 2010 (31/12) com um saldo negativo de 12 funcionários, considerando os admitidos e os desligados. Ou seja, em 2010 o governo municipal desligou apenas 12 funcionários a mais do que contratou. Muito pouco para quem dizia que não fazia nada devido à "herança maldita" do governo anterior. No final das contas, terminamos o ano de 2010 com 2.077 funcionários.

Neste ano, de janeiro a maio, as negociações correram soltas. Inúmeras reuniões e nada. O governo sempre dizia que estava no limite prudencial estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Afirmava que já comprometera mais de 50% do orçamento com a folha e não podia passar de 54%. Acontece que uma visitinha no site do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) mostra que neste ano, neste mesmo período (janeiro a maio), o governo municipal admitiu 411 funcionários e desligou 27. Ou seja, passamos a ter 384 funcionários públicos a mais. Como é que pode um prefeito, durante as negociações salariais- com o argumento de que não pode dar aumento porque está quase estourando o limite da folha- continuar contratando funcionários? É muito cinismo e descaso com os funcionários efetivos. Realmente, ele não gosta de funcionários concursados, porque independentes (a estabilidade no emprego lhes dá independência). O prefeito gosta mesmo é da sua turminha de incompetentes comissionados e incompetentes contratados porque "amigos" e bajuladores" que irão garantir sua reeleição. Resultado: terminamos o mês de maio de 2011 com 2.461 funcionários, dos quais um pouco menos de 1.000 são concursados. E um tremendo arrocho salarial, com perdas de mais de 34%.

Em tempo 1: a Internet vai varrer do mapa esses políticos mentirosos que assolam nossa Região. 

Em tempo 2: para os amigos de Cabo Frio (em especial para o professor Chicão).
No ano de 2010, o governo municipal de Cabo Frio desligou 1.177 a mais do que contratou. Terminou o ano com 8.822 funcionários públicos. Neste ano de 2011, até maio, não contratou nem demitiu ninguém.

Fonte: http://perfildomunicipio.caged.gov.br/seleciona_uf_consulta.asp?uf=pi

Comentários:

Flor disse...
Funcionarios contratados: melhor passar fome do que estar ligado a esse governo
Saiam enquanto há tempo. Não percam a dignidade.
Ninguem vai acreditar que vcs não sabiam de nada.
Bem, a gente tenta, obedece quem tem juizo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por ipbuzios às 18:13


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2011

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930