Política, Sociedade, Educação, Búzios, meio ambiente, Região dos Lagos

Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

http://ipbuzios.blogs.sapo.pt

Espaço de discussão dos acontecimentos políticos de Armação dos Búzios


Quinta-feira, 22.03.12

Bomba: Hugo Cecílio da Boi Bom e João da Locanty são sócios em área destinada a lixão em Búzios

Empresas nas quais João Alberto Felippo Barreto (João da Locanty) tem participação societária:

Veja abaixo a escritura da área destinada a lixão em Búzios: 40 % pertencentes a BIOAB Biotecnia Ambiental do Brasil Ltda (João da Locanty) e 60% a Hugo Cecílio da Boi Bom.


Comentários:

  1. Luiz, mais uma vez que os "iguais" se atraem... Veja só, a tabeliã que fez essa ecritura é a mesma que fez duas certidões fraudulentas, em 2004, no tabelionato de Tamoios ou Aquario ,aqui mesmo em Cabo Frio, tenho a certidão em mãos. Apresentei no Fórum e lógico não aconteceu nada.. Nessa época quem fazia essas coisas era o tenente Henrique, que depois se fez capitão e esteve preso por muitas outras coisas relacionadas a terras desde Araruama até Campos... Essa senhora Maria de Fátima, foi para Japeri em 2005 e lá foi descoberta e saiu tudo na mídia. Aqui ela colaborou para um inventario com mais de 50 terrenos muito bem posicionados no morro das emerências. Denunciei na época ao Min.Público, crime, e está mofando embaixo de uma mesa na delegacia de Cabo Frio provavelmete até prescrever o crime. Algo de falso deve ter nessa escritura para ir até Japeri e fazer com a senhora M.Fátima...

Autoria e outros dados (tags, etc)

por ipbuzios às 00:34

Quarta-feira, 21.03.12

O Escândalo do Boi Bom - 7º capítulo


Locanty também está associada ao empresário Hugo Cecílio

Policiais do GAP (Grupo de Apoio à Promotoria) no dia da operação do MP no Boi Bom, em Cabo Frio 
A Locanty é uma das empresas envolvidas no escândalo das propinas no Hospital do Fundão (UFRJ) denunciado pelo Fantástico. Mas por incrível que pareça também existe um elo da Locanty com o empresário Hugo Cecílio, que se apropriou da marca Boi Bom e montou um escritório mafioso em Cabo Frio, associado a políticos do PMDB e aliados de Cabral e do deputado Paulo Melo. 

Conforme poderão ver abaixo, na relação de cheques trocados no Boi Bom pelo empresário Hugo Cecílio, entre 2006 e 2009, a Locanty aparece em várias transações. Todas essas anotações constam do processo judicial. Selecionamos os dias de trocas de cheques da Locanty, mas podem observar assim mesmo outros nomes conhecidos da política que também trocavam cheques com Hugo Cecílio. Na verdade, o empresário trocou cheques no valor total de R$ 7.221.757,28. A maior parte dessas transações dizem respeito a propinas, comissões de negócios fraudulentos, partilhas entre políticos e Hugo Cecílio e sócios. 

Ainda vamos divulgar o capítulo sobre a conexão do Boi Bom em Três Rios, mas observem na listagem abaixo que aparecem várias trocas de cheques com os nomes: Farah, Vinícius Farah e Vinícius. Para quem não sabe Vinicius Farah é o prefeito de Três Rios, também do PMDB e que está intimamente ligado a Hugo Cecílio como será mostrado aqui no blog. 


;="" id="imgdesc" style="background-attachment: initial; background-clip: initial; background-image: initial; background-origin: initial; color: #777777; float: left; font-family: Verdana; font-size: 10px; font-weight: normal; margin-bottom: 3px; margin-left: 5px; margin-right: 8px; margin-top: 15px; outline-style: none; outline-width: 0px; position: relative; text-align: justify; width: 1px;">

Fonte: http://www.blogdogarotinho.com.br/lartigo.aspx?id=10392

Observação: reparem que na listagem aparece o nome de Sidnei (Marisol) de Búzios. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por ipbuzios às 09:57

Domingo, 18.03.12

O escândalo do Boi Bom - 6º capítulo

Os “craques” de Marquinhos Mendes que recebiam dinheiro do Boi Bom.



"Quem vem acompanhando os capítulos desde quinta-feira, está estarrecido com a verdadeira quadrilha montada pelo empresário Hugo Cecílio, usando indevidamente a marca Boi Bom, que contaminou a prefeitura de Cabo Frio, a começar pelo prefeito Marquinho Mendes e seu irmão, passando por secretários e assessores. Posso lhes adiantar que ainda mais para ser mostrado nos próximos dias. 

Agora vocês vão conhecer os “10 mais” da prefeitura de Cabo Frio, que levaram dinheiro do Boi Bom, secretários e assessores. Cliquem na imagem para ampliar e verem bem as caras e os nomes.




Mas agora vou mostrar mais uma prova que consta no processo, um documento escrito com a letra de Hugo Cecílio, que estava na sua agenda apreendida pelo MP onde ele loteia com Marquinhos Mendes os cargos da prefeitura de Cabo Frio, logo após a eleição de 2008. Vocês vão ver a influência de Hugo Cecílio, sócio de Marquinho Mendes em negócios que têm à frente laranjas, e que manda e desmanda na prefeitura de Cabo Frio.



A verdade é uma só. A prefeitura de Cabo Frio é um caso perdido. Uma quadrilha está instalada dilapidando o patrimônio público e se beneficiando de um esquema de corrupção como há muito não é comprovado, afinal está tudo documentado.

Mas como disse no início desta postagem, o mar de lama não pára por aí. Nos próximos capítulos vocês vão ver os tentáculos do Boi Bom (Hugo Cecílio), na Câmara de Vereadores de Cabo Frio e na Receita Estadual; o envolvimento de Froilan Moraes, outro empresário-político sócio nos negócios com Marquinho Mendes e Hugo Cecílio. E como o escândalo vai longe vamos mostrar as ramificações em Angra dos Reis e em Três Rios. Tem muita coisa, afinal o mar de lama não tem fim e a cada dia surgem novos fatos e evidências de uma das maiores quadrilhas montadas na política do Estado do Rio de Janeiro.

Fonte: http://www.blogdogarotinho.com.br/lartigo.aspx?id=10377


Autoria e outros dados (tags, etc)

por ipbuzios às 20:49

Domingo, 18.03.12

O escândalo do Boi Bom - 5º capítulo

"O prefeito de Cabo Frio, Marquinhos Mendes usa laranjas para ocultar bens e negócios com empresário que comanda a quadrilha de golpes.

Sócios em negócios particulares, prefeito de Cabo Frio e empresário usam laranjas para ocultar bens

A relação entre o prefeito de Cabo Frio, MARQUINHOS MENDES (o “MM”) e o empresário HUGO CECÍLIO, que se apropriou ilegalmente da marca BOI BOM) passa também por interesses comerciais particulares.

As anotações apreendidas pelo MP na sede da DISFRIO, que usava a marca BOI BOM, revelou que os dois são sócios de fato e proprietários do POSTO DE COMBUSTÍVEIS JARDIM ESPERANÇA LTDA, em Cabo Frio, apesar de usarem parentes como intermediários.

O sócio administrador do posto é WILSON DA SILVA MENDES JUNIOR, o “JR”, irmão do prefeito “MM”. O outro sócio é HUGO MIQUELOTTI CECÍLIO DE CARVALHO, filho de HUGO CECÍLIO. O terceiro sócio no posto de combustíveis é FROILAN MOREIRA MORAES.

FROILAN e JUNIOR entraram para a sociedade em 2011, conforme registro na Jucerja (13/07/2011) no lugar de MARIANA PEREZ uma das muitas “laranjas” de HUGO CECÍLIO e já denunciadas pelo MP. FROILAN também é sócio de HUGO CECÍLIO em outra empresa.

MARIANA NEVES PERES, a laranja que passou suas cotas da sociedade no posto de combustível para FROILAN MORAES, está respondendo juntamente com HUGO CECÍLIO pelo crime de lavagem de dinheiro.

A vinculação comercial do prefeito MARQUINHOS MENDES “MM” com HUGO CECÍLIO no posto de combustíveis ficou mais evidente diante de dois documentos apreendidos pelo Ministério Público na sede da DISFRIO.

O primeiro foi uma agenda com anotações pessoais de HUGO CECÍLIO onde está escrito “ver escritura do Posto Jardim...marcar c/ MM”.

O segundo documento foi uma planilha de “caixa 2” onde está escrito “OBRA POSTO DE COMBUSTÍVEIS JD ESPERANÇA” recuperada dos computadores da Boi Bom.

A participação do prefeito MARQUINHOS MENDES na sociedade com HUGO no posto fica clara porque ao lado das inscriçõs “MM” sempre consta a antoação “40%”. 

Numa das anotações abaixo é possível ler “MM DEU” (acima está a porcentagem de 40%) e “JR DEU” (acima está a porcentagem de 20%), cujo montante gira em R$ 605 mil. Isto significa claramente que MARQUINHOS MENDES tem participação de 40% na sociedade e seu irmão WILSON JR de 20%.

Abaixo fotos de alguns dos acusados no Escândalo Boi Bom. Esses são os acusados de lavagem e ocultação de bens. É importante explicar que o caso corre na Justiça de Campos, porque foi através de negócios irregulares feitos por Hugo Cecílio na região que os verdadeiros donos do frigorífico Boi Bom conseguiram pegá-lo pelo pé". 





Fonte: http://www.blogdogarotinho.com.br/lartigo.aspx?id=10368

Autoria e outros dados (tags, etc)

por ipbuzios às 20:34

Domingo, 18.03.12

O escândalo do Boi Bom - 4º capítulo

Prefeito de Cabo Frio paga empréstimo para caixa 2 de campanha com cheques da prefeitura


"Vocês vão perceber na sequência de matérias que começa agora, que de fato envolve pessoas poderosas, prefeitos, empresários, deputados, gente que tentou abafar este caso de todas as maneiras. Por isso como é norma neste blog tivemos o cuidado de apurar e checar todas as informações. Só estamos publicando documentos oficiais apreendidos pelo Ministério Público e que constam do processo que apura a rede de tráfico de influência, lavagem de dinheiro, fraudes fiscais, caixa 2, entre outros crimes liderados pelo empresário Hugo Cecílio.

A marca BOI BOM era explorada ilegalmente pela empresa DISFRIO, que oficialmente está em nome de NILZA CECÍLIO DE CARVALHO, esposa do empresário HUGO CECÍLIO DE CARVALHO. Em 2008, HUGO CECÍLIO pegou um empréstimo no valor de R$ 1.308.000,00 (um milhão, trezentos e oito mil reais) com o empresário ANTONIO SILVA DUARTE, que havia lhe arrendado a marca Boi Bom, não tendo qualquer envolvimento nos desvios.

Antônio Duarte acionou Hugo Cecílio na Justiça por várias irregularidades praticadas usando a marca Boi Bom e veio à tona toda a sujeira por detrás das eleições municipais de Cabo Frio em 2008.

Durante esse processo judicial, HUGO CECÍLIO confessou que pegou o empréstimo com ANTONIO DUARTE para “socorrer a um amigo, que se encontrava em campanha política, visando a ocupação de um cargo eletivo no Município de Cabo Frio/RJ”.

HUGO CECÍLIO alegou na Justiça que pagou a dívida com ANTONIO DUARTE de diversas formas. A mais estranha de todas foi a utilização de cheques emitidos por um órgão da Prefeitura de Cabo Frio, o SECAF (Serviço de Desenvolvimento de Cabo Frio). Na ocasião, o Presidente do SECAF era VICENTE SOFFIENTINI que atualmente ocupa o cargo de Assessor Particular no gabinete do prefeito MARQUINHOS MENDES.

Essas informações constam do processo judicial. As cópias dos doze cheques emitidos pela SECAF foram apreendidas durante a diligência do Ministério Público na sede da BOI BOM (DISFRIO) em Cabo Frio.

Na operação desencadeada pelo Ministério Público na sede da DISFRIO foram apreendidos inúmeros documentos. Entre eles estão as cópias dos cheques com os quais HUGO diz que pagou uma parte de sua dívida com ANTONIO DUARTE.



ENTENDA COMO OS CHEQUES DA PREFEITURA DE CABO FRIO FORAM PARAR NAS MÃOS DE HUGO CECÍLIO

Os doze cheques apreendidos na sede da DISFRIO somam R$ 761.491,70. Eles foram emitidos pelo SECAF da Prefeitura de Cabo Frio para empresas diferentes, aparentemente estranhas aos negócios da DISFRIO, o que reforça ainda mais a certeza da maracutaia, pois não existe explicação para as cópias desses cheques estarem em poder de HUGO CECÍLIO.

Para piorar, alguns desses cheques foram endossados e depositados na conta da empresa M. J. LAGOS DISTRIBUIDORA LTDA, enquanto outros foram sacados na boca do caixa em dinheiro vivo, conforme anotações feitas a mão pelo próprio HUGO CARVALHO.

O Ministério Público constatou ainda que essa empresa M. J. LAGOS DISTRIBUIDORA LTDA é uma das empresas operadas por HUGO CARVALHO, em que são utilizados dois de seus funcionários na DISFRIO, os “laranjas” JOELMO PEREIRA RODRIGUES e CARLOS JORGE DA SILVA FRANCISCO, o “Jorge Salsicha”, que também é motorista da família.



Os cheques saíram da SECAF da Prefeitura de Cabo Frio emitidos em favor das seguintes empresas: CANDIDO BARBOSA COM E SERV LTDA; PROJECTUM COM E STUDIO DE AUDIO E VIDEO LTDA; HYSSA COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA LTDA; P D N COMUNICAÇÃO E PROMOÇÃO LTDA; ELETROVOLT MONTAGENS ELÉTRICA E COM LTDA 


CHEQUES DEPOSITADOS: R$ 478.790,50

CHEQUES SACADOS NO CAIXA: R$ 282.701,20

TOTAL: R$ 761.491,00



Abaixo seguem os links com as cópias de todos os cheques em versão PDF e Word. 

Veja Aqui o documento com os cheques -Versão PDF 415k

Veja Aqui o documento com os cheques - Versão Word 4.389k


Este é o início da história do Escândalo Boi Bom". 


Fonte: http://www.blogdogarotinho.com.br/lartigo.aspx?id=10361

Autoria e outros dados (tags, etc)

por ipbuzios às 20:21

Sábado, 18.02.12

Escândalo do Boi Bom – 1º Capítulo

Hugo Cecílio de Carvalho, presidente do PMDB, de Cabo Frio, segundo o MP é o líder da quadrilha que praticou vários crimes
Devido a problemas técnicos atrasamos a publicação do Escândalo Boi Bom. Hoje mostramos uma prévia. Após o carnaval tudo será revelado.

Primeiro vamos situar os leitores que ainda não sabem do caso. O empresário Hugo Cecílio de Carvalho, presidente do PMDB de Cabo Frio usou o nome do tradicional frigorífico Boi Bom, lesando a família proprietária e transformou a empresa num escritório de negócios políticos onde se distribuía dinheiro para campanhas eleitorais, se fraudavam licitações de aluguel de veículos e de ambulâncias, se praticava sonegação fiscal, além de vários outros ilícitos.

Tudo está documentado pelos promotores do GAECO (Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado) e consta do processo, onde aos poucos vamos mostrar o envolvimento no esquema do prefeito de Cabo Frio, Marquinhos Mendes e vários de seus auxiliares diretos, vereadores, além de ex-prefeitos Paulo Lobo (São Pedro da Aldeia), Renato Viana (Arraial do Cabo), Toninho Branco (Búzios). Os prefeitos atuais de São Pedro da Aldeia, Carlindo Soares; de Angra dos Reis, Tuca Jordão e de Três Rios, Vinicius Farah, além de seu antecessor Celso Jacob também são citados.

No período de 2005 a 2009, o presidente do PMDB de Cabo Frio, Hugo Cecílio de Carvalho, usando a empresa Boi Bom, emprestou e trocou cheques de políticos, jornalistas, empresas com negócios com as prefeituras, que somam R$ 18.127.920,39. O documento assinado por um procurador de Hugo Cecílio está nos autos do processo. Segundo o depoimento de Hugo Cecílio era uma política de boa vizinhança.


Documento que consta no processo do Ministério Público


Abaixo reproduzo duas relações de empréstimos e cheques trocados por Hugo Cecílio, que foram encontradas documentadas pelo MP. Segundo o que já foi apurado o esquema de suposta agiotagem, na verdade era para encobrir movimentação de dinheiro para campanhas políticas. O MP está investigando cada caso.




Resumo das trocas de cheques, com base na documentação que está em poder do MP Estadual
Resumo dos empréstimos, de acordo com a documentação que está em poder do MP Estadual
Fonte: "Blog do Garotinho"

Ver: "O escândalo do Boi Bom - 2º capítulo"

Autoria e outros dados (tags, etc)

por ipbuzios às 20:44


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2020

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031